Thandie Newton Recusou Um Papel Em ‘Charlie’s Angels’ Por Considerá-lo Sexista

Uma conversa com a diretora do estúdio, Amy Pascal, ajudou-a a tomar essa decisão. Por: Inês Aparício Imagem: © GTRESONLINE.

Ao lado de Drew Barrymore e Cameron Diaz, em Os Anjos de Charlie, deveria ter estado Thandie Newton e não Lucy Liu. Porquê, pergunta-se? Porque foi, na verdade, este o nome escolhido para completar o trio de detetives para o filme de 2000. Contudo, depois de ultrapassada a fase de castings, a atriz decidiu recusar o papel, por considerar a perspetiva do realizador para a sua personagem sexista.

Foi numa entrevista à Vulture que Newton revelou ter desistido de participar na película. «Um dos grandes filmes que acabei por não fazer foi porque o realizador me disse: ‘Mal posso esperar por fazer isto. O primeiro plano vai ser… Vais pensar que é como as linhas amarelas da estrada. Recuas e apercebes-te da costura, uma vez que a ganga é tão justa no teu rabo que vai parecer o alcatrão’. Pensei: ‘Oh, não me parece que vamos seguir esse caminho juntos», contou.

Ainda que esse momento a tenha deixado de pé atrás, foi um encontro com a diretora do estúdio que a deixou sem dúvidas. «Encontrei-me com ela [com Amy Pascal] e ela disse: ‘Não quero ser politicamente incorreta, mas a personagem como está escrita e por seres tu a representá-la, penso que temos de garantir que a tornamos credível’. Perguntei-lhe: ‘Como assim? Que alterações têm de ser feitas?’ e ela respondeu-me: “Bem, tu sabes, a personagem, como está escrita, estudou na universidade e é formada’. Disse-lhe: ” Também andei na universidade. Fui para Cambridge’, ao que comentou: ‘Sim, mas tu és diferente. Talvez possa existir uma cena em que estás num bar, sobes para cima de uma mesa e começas a abanar o rabo’», adicionou, sublinhando que Pascal «se estava a basear nesses estereótipos para que fosse mais convincente enquanto uma personagem negra». «No final, não entrei no filme», concluiu.

A resposta de Amy Pascal

Contactada pela Vulture, a diretora do estúdio admitiu sentir-se «horrorizada por ouvir» a descrição do encontro, feita pela atriz. «Apesar de levar muito seriamente as palavras dela, não tenho qualquer recordação das situações que descreve», declarou. «Sempre considerei a Thandie uma amiga. Estou agradecida por ter tido a oportunidade de desenvolver películas com ela e espero poder trabalhar com ela outra vez no futuro», completou.