Youtubers em Guerra: Tati Westbrook Vs. Jeffree Star e Shane Dawson

Sim, as águas estão novamente agitadas na plataforma. Por: Inês Aparício Imagens: © D. R.

Um pequeno (grande) tremor de terra abalou o universo da beleza do Youtube, em 2019, e, cerca de um ano depois, as réplicas ainda se fazem sentir. A agitação regressou depois da publicação de um vídeo no canal de Tati Westbrook (esta terça-feira, 30 de junho) que decidiu abordar a controvérsia em que se envolveu no passado, juntamente com James Charles. Num emotivo vídeo de 40 minutos, a influencer pediu desculpas ao jovem e acusou ainda dois outros youtubers, Jeffree Star e Shane Dawson, de a manipular e coagir a partilhar o polémico vídeo Bye Sister.

«Perdi mais de um ano da minha vida aterrorizada com as redes sociais e com medo de falar sobre as pessoas que me usaram, manipularam e coagiram a publicar o meu vídeo, em maio do ano passado. Em resultado, a minha saúde, relações, reputação, vida profissional e bem-estar no geral foram afetados enormemente», declarou Tati, enquanto lia o testemunho que escrevera previamente, aprovado pelos seus advogados. «Quero contar o máximo de verdade a que legalmente tenho permissão para fazer», adicionou, preparando-se para «esclarecer algumas das razões» pelas quais sentiu que «não podia estar online nos últimos meses».

Por trás do Bye Sister

Tati Westbrook pensa que a decisão de gravar o controverso vídeo foi «o resultado de todas as mentiras tóxicas» contadas por Shane Dawson e Jefree Star. «Acreditar naquelas mentiras e deixar-me provocar, de modo a fazer aquele vídeo, são dos maiores arrependimentos que tenho. A informação que me deram era assustadora. Disseram-me que existiam muitas vítimas [de manipulação e assédio] que iriam falar sobre o assunto», acrescentou. «Sim, sou uma mulher adulta, inteligente e consigo, por norma, perceber ao longe o que é uma fraude ou manipulação, mas baixei a guarda por estar de coração partido e permiti que o Shane, o Jeffree e outros me manipulassem», notou ainda.

Contrariamente ao que se pensava, a questão com a alegada «traição» de James Charles – que promoveu a marca de suplementos capilares Sugar Bear Hair, concorrente da insígnia da youtuber, a Halo Beauty, na última edição do Coachella -, não terá sido a razão, mas sim «a gota de água» que a levou a carregar no botão de upload, explicou.

As alegadas manipulações

Ao longo do vídeo, Tati revelou os diferentes momentos em que Jeffree e Shane terão ganho a sua confiança e lhe contaram as «mentiras», que esta considera serem fruto «de inveja do sucesso de James». «Em 2019, o Jeffree começou a falar mal sobre James Charles. Mais do que habitual. Parecia que fazê-lo se tinha tornado na sua maior obsessão. Começou quando me disse, antes de gravar o vídeo para o canal do James, que ele, na verdade, não queria fazer a colaboração comigo, mas com a NikkieTutorials. Contudo, o Jeffree disse que me apoiava», contou.

«Tudo piorou no meu aniversário. De todas as vezes que o James Charles viravas as costas, o Jeffree dizia-me que o James estava fora de controlo», continuou. «Conforme as semanas foram passando, de todas as vezes que vi ou falei com o Jeffree, parecia que apenas queria falar sobre o James. Ele disse que o James Charles era um monstro com muitas vítimas», referiu.

Também Shane Dawson terá contribuído para este caos, numa visita à casa de Tati para uma tarde «a brincar com maquilhagem». «Sim, eu sabia que o Shane era amigo do Jeffree e que estavam a trabalhar juntos, mas pensei ‘porque é que Shane Dawson, o rei da verdade no Youtube, haveria de estar contra o James Charles a menos que tudo isto fosse verdade? Porque é que ele haveria de estar em minha casa durante tantas horas, se estas alegações – que ele era um monstro e que estaria a magoar menores – não fossem verdadeiras?’», afirmou.

Medo de chantagem

Comparando a amizade com Jeffree Star com a de «ser amigo de um leão», a fundadora da Tati Beauty avançou que este frequentemente se gabava de ter várias motivos que poderiam colocar em causa diversas marcas e membros da comunidade de beleza do Youtube. «Acredito que ele tem material que poderá ser alvo de chantagem para muitas pessoas e é capaz de destruir uma comunidade inteira», anunciou.

Aliás, esta confessou ter medo de «saber demasiado» sobre, não só Jeffree, como Shane, e que, por isso, guardou todas as suas mensagens e ficheiros num disco rígido e deu as informações aos advogados. «Tive medo pela minha vida», admitiu.

Em resposta

Apesar do criador da Jeffree Star Cosmetics ainda não se ter pronunciado quanto ao caso, Shane Dawson esteve a comentar em direto, no Instagram, o vídeo de Tati. Este considerou a situação «louca» e acusou a youtuber de ser «manipuladora».

Entretanto, de acordo com a NBC News, o Youtube suspendeu a possibilidade de Shane obter dinheiro com as visualizações dos anúncios nos vídeos dos seus três canais, indefinidamente. Por trás desta decisão não esteve apenas o envolvimento neste caso, mas também a utilização de linguagem racista e a sexualização de menores em vídeos publicados anteriormente na plataforma.

Pode assistir, em baixo, ao vídeo completo publicado por Tati Westbrook.