Já Sabemos Como Surgiram as Alcunhas Das Spice Girls

Mel C contou, recentemente, como surgiram os icónicos nomes dos membros da banda. Por: Inês Aparício Imagens: © Instagram @spicegirls.

É impossível não saber do que falamos quando, sem contexto algum, atiramos ao ar as palavras Posh, Scary, Baby, Ginger e Sporty Spice. Porém, a história é outra quando alguém pergunta «como surgiram estas alcunhas dos membros do grupo feminino?». Pois bem, para que ninguém fique com dúvidas, Mel C explicou, recentemente, a origem dos seus icónicos nomes numa entrevista.

«Na verdade, é realmente estranho. Conhecem o Top Of The Pops (um programa de televisão britânico, produzido pela BBC entre 1964 e 2006)? [Era] um programa tão famoso que tinha uma revista e, nesta, tinham o hábito de fazer algo tonto na capa todas as semanas. Por exemplo, na altura, a Britney Spears estava em grande e chamaram-na de ‘Brócolos Spears’. A Natalie Imbruglia era ‘Natalie Bengaleiro’. Eles davam estes nomes», explicou a ex-Spice Girl a Matty J., apresentadora do podcast The Babble.

A cantora continuou: «Numa semana, puseram uma prateleira de especiarias e deram-nos estes nomes», lembrou. «Nós abraçamos estas alcunhas e, nos Estados Unidos, é como as pessoas nos conhecem. Elas não sabem os nossos nomes verdadeiros», adicionou, dizendo que adoraram por se terem tornado «caricaturas» delas próprias e os nicknames refletiam-no.

Uma história ligeiramente diferente

Contrariamente ao que possa pensar, esta não foi a primeira vez que uma Spice Girl contou esta história. No entanto, quando Mel B a revelou, numa conversa com o HuffPost, em 2015, a versão não foi exatamente igual. Segundo a Scary Spice, o culpado das suas alcunhas foi um «jornalista preguiçoso que não se importou de fixar todos os nomes» das artistas.

Agora, qual a verdadeira história? É uma resposta à qual, aparentemente, nem a própria banda que regressou, no ano passado, aos palcos – mas sem Victoria Beckham – sabe.