Os Três Momentos Que Marcaram A ModaLisboa Segundo a Nossa Editora Online

Escolhas que são tudo menos esperadas. Por: Margarida Brito Paes -- Imagens: ModaLisboa

Chegou ao fim mais uma edição da ModaLisboa, a 53ª mais precisamente. Mais particularmente, a 24ª edição a que assisto. Foram três dias de desfiles, três dias de trabalho intenso, entre entrevistas, resumos diários, e reportagens de bastidores e street style. Nas redes sociais a abordagem da ELLE foi, desta vez mais pessoal, com cada um dos editores a fazer um takeover por dia. As stories foram por isso escritas a uma voz própria, e ainda as pode ver num destaque no nosso Instagram.

Para completar este trabalho elegemos agora, também em nome pessoal os nossos três preferidos. Depois da visão da Carolina Adães Pereira (Editora de Beleza), e do Vitor Rodrigues Machado (Editor de Moda), aqui fica a minha seleção (Margarida Brito Paes, Editora Online).

Indústria e moda de autor de mãos dadas

Decenio X Alexandra Moura

A indústria e a moda de autor andam de candeias às avessas há demasiado tempo, mas agora parece que finalmente está a ser dado um passo no caminho certo. A Decenio, marca da indústria nacional, está a reinventar toda a sua imagem e escolheu Alexandra Moura para a guiar nesse processo. Este é um momento marcante para a moda nacional, e espero que um início de um diálogo mais aberto e frequente entre estes dois lados da moda portuguesa.

Para esta parceria Alexandra Moura visitou o espólio da marca e de lá retirou os materiais que a marca costuma usar. A designer desconstruiu ainda alguns dos elemento mais tradicionais da Decenio, como os blazers e sobretudos, e a tua isto juntou a sua assinatura. Um pedido expresso da marca era que Alexandra mantivesse a sua linguagem. Das peças apresentadas algumas serão produzidas em indústria e serão introduzidas aos poucos nas lojas da Decenio, sendo vendidas numa primeira fase no site da marca.

Este tipo de parcerias é algo comum nas grandes marcas internacionais, mas é um novidade em Portugal. Também na Semana de Moda de Paris se assistiu a uma colaboração pioneira entre dois designers de renome: Dries Van Noten e Christian Lacroix. Será este o próximo passo na moda nacional? Eu gostava que fosse!

Luís Carvalho e a campanha de sensibilização para o cancro da mama 

Campanha de Luís Carvalho X Tânia Dioespirro

No dia anterior ao desfile de Luís Carvalho, que encerrou a ModaLisboa, foi pedido aos jornalistas que estivessem na sala de imprensa ás 18.30h para que o designer fizesse um comunicado. Foi então que Luís Carvalho surgiu com Tânia Diespirro, que abriu no dia seguinte o desfile do designer, para anunciar um projeto que merece todas as palmas do mundo. 

Luís Carvalho lançou com Tânia, a quem foi diagnosticado recentemente cancro da mama, uma t-shirt cujo valor reverte em 85% para a Liga Portuguesa Contra o Cancro. T-shirt essa, que já está esgotada em quase todos tamanhos, e já esta ser novamente produzida. Além da t-shirt o designer fez uma campanha digital para a sensibilização da importância da palpação mamaria.

See Now, Buy Now na ModaLisboa

 

modalisboa

Gonçalo Peixoto S/S 2020

O modelo see now, buy now, é no mínimo controverso. Já várias marcas o adotaram, para depois o abandonarem, sendo a Tommy a marca se mantém mais firme ao modelo, que ela própria iniciou. Mas continua a ser um sistema alternativo que está em cima da mesa, sobretudo quando não é aplicado a uma coleção inteira. Marques’Almeida é uma das marcas que adota este esquema, colocando apenas algumas peças da coleção à venda logo a seguir ao desfile.

Uma tática que foi adotada esta estação por dois dos jovens nomes mais promissores da moda nacional: Gonçalo Peixoto e HIBU. Gonçalo Peixoto já tem à venda no seu site nove das peças que apresentou em desfile. Já a Hibu irá ter em breve algumas das peças apresentadas, também disponíveis para venda no site, tal como revelou Marta Gonçalves à ELLE depois do desfile.