ModaLisboa: Tudo o Que Precisa de Saber Sobre a Edição Deste Ano

Desde os espaços onde pode ver os desfiles às iniciativas desta 55ª edição do evento de Moda. Por: ELLE Portugal Imagens: © ModaLisboa | Photo: Ugo Camera

Os tempos mudaram, mas, ao contrário do que Luís de Camões adivinhava, as vontades não mudaram. Continuamos a querer ver Moda e conhecer as propostas de criadores nacionais, quer estejam estes a dar os primeiros passos na área, quer seja já habitual identificarmos os seus nomes no calendário das Semanas de Moda. E, para concretizar esse nosso desejo, a ModaLisboa regressou, mesmo em plena pandemia, para mais uma vez dar voz aos designers.

Porém, tendo em conta os tempos excecionais que vivemos, o evento traz novas regras, novos formatos e novos espaços – físicos e digitais. Assim, para que possa acompanhar todos os desfiles, conversas e iniciativas preparadas, reunimos tudo o que precisa de saber sobre a 55ª edição da ModaLisboa.

Onde pode assistir aos desfiles

A pergunta para um milhão de euros tem, na verdade, várias respostas possíveis. Uma vez que o evento é físico – e ao ar livre, nos jardins do Parque Eduardo VII -, mas completo virtualmente, existem diferentes formas de assistir às apresentações de nomes como Luís Carvalho, Gonçalo Peixoto, Carolina Machado ou Nuno Baltazar (que, depois de ter abandonado o Portugal Fashion, em março do ano passado, regressa, agora, às passerelles). Além do site da ModaLisboa, poderá acompanhar os desfiles (que são sempre seguidos de entrevistas) através da app TV, disponível para clientes Meo, ou da aplicação para o telemóvel. Nesta última, consegue agendar as exibições que quer ver e, depois, receber uma notificação para que não perca os seus autores preferidos.

Tal como em edições anteriores, existem apresentações e iniciativas com entrada livre, que não requerem convite ou acreditação. Contudo, de modo a que as medidas de segurança aconselhadas pelas autoridades de saúde possam ser cumpridas, é necessário um registo prévio. Para assistir aos desfiles dos designers inseridos na Workstation – como Saskia Lenaerts (14h, 10 de outubro), Opiar (16h, 10 de outubro), Filipe Augusto (17h30, 10 de outubro), António Castro (14h, 11 de outubro) e Archie Dickens (17h30, 11 de outubro) – ou de Olga Noronha, tem de se inscrever anteriormente, tendo em conta que a entrada é limitada à lotação do espaço. Também a primeira fase do concurso Sangue Novo – que, este ano, não será em formato desfile – acontece nos jardins do Parque Eduardo VII e é de entrada livre, mediante inscrição.

Quanto ao calendário, pode consultá-lo, na íntegra, em baixo.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por ModaLisboa (@lisboafashionweek) a

Conversas sobre Moda

As habituais Fast Talks também estão de regresso. O tiro de partida foi dado esta quarta-feira, 7 de outubro, e a meta está apontada para 11 de outubro. Desde a temática do consumo nacional à comunicação de moda ou representatividade na indústria, as conversas acontecem em direto, no site e aplicação da ModaLisboa. Nesta última, caso não consiga à hora marcada, pode ouvir e/ou ver as talks mais tarde, dado que estas ficam guardadas em versão vídeo ou podcast na app.

Para conhecer todos os oradores, assuntos e horários, aceda ao site do evento.

Uma exposição virtual

Pelas lentes de Tomás Monteiro e Ana Paganini, a ModaLisboa será captada e mostrada numa exposição virtual. Enquanto parte da Workstation, esta poderá ser vista no site e app mobile do evento.

Comprar português

Mais do que nunca, comprar nacional devia ser prioritário. Por isso, a já clássica WonderRoom, a pop-up store de marcas portuguesas, volta a integrar o programa da ModaLisboa. Este ano, no entanto, tem morada no espaço Resort (nos jardins do Parque Eduardo VII), nos dias 10 e 11 de outubro (das 11h às 19h), e, ainda, online. Ora no site, ora na aplicação, pode escolher peças de insígnias com etiqueta nacional e de criadores que fazem parte do calendário desta edição.