Afinal, A Livraria Lello Não Inspirou J.K. Rowling A Escrever ‘Harry Potter’

Aliás, a autora nunca esteve na livraria do Porto. Por: ELLE Portugal Imagens: © D. R.

Longas filas formavam-se à porta da Livraria Lello, no Porto, desde a hora de abertura até ao encerramento das portas. Em parte, deviam-se aos fãs de Harry Potter de todo o Mundo que pretendiam ver mais de perto um dos espaços que teria inspirado a autora a escrever o universo da saga. No entanto, J.K. Rowling esclareceu, esta quinta-feira, 21 de maio, que, afinal, esta livraria em nada tem a ver com os livros e filmes.

No Twitter, onde começou uma conversa sobre «alegadas inspirações e locais de nascimento» do mundo de magia, explicou que nunca visitou a Livraria Lello, o espaço que, acreditava-se, teria influenciado a escritora a projetar para a narrativa as escadas que dão acesso aos dormitórios de Hogwarts. «Nunca soube, na verdade, da sua existência. É muito bonita e adorava tê-la visitado, mas não tem nada a ver com Hogwarts», notou.

J.K. Rowling no Porto

A quantidade de portugueses desiludidos nas redes sociais cresceu a olhos vistos, desde o comentário da autora. Assim, esta decidiu dar-lhes um pequeno bombonzinho e relembrar que era habitual escrever no café Majestic, no Porto, confirmando o que já se sabia. «Se isto anima as pessoas que ficaram desapontadas com a livraria no Porto, escrevi aqui algumas vezes. Este é provavelmente o café mais bonito em que escrevi, na verdade. O Café Majestic, na Rua Santa Catarina», escreveu na rede social.