Estes São Os Procedimentos Estéticos Que Letizia Faz Para Se Manter Jovem

Além do cuidado com a alimentação e boa genética, claro. Por: ELLE Portugal Imagem: © GTRESONLINE.

Existe um grupo de mulheres por quem a idade parece simplesmente não passar: Shakira, Jennifer Lopez ou Letizia terão certamente descoberto o segredo para uma pele jovem e perfeita aos 20, 30 ou mesmo aos 50 anos. E nós, claro, queremos saber qual é. Porque, por mais que uma boa genética e o cuidado com a alimentação sejam peças-chave, há mais em jogo. Pelo menos é o que garante Óscar Junco, cirurgião plástico, à ELLE espanhola, quando o tópico de conversa é a monarca de Espanha.

Depois de analisar o rosto e corpo da Rainha do país vizinho, o médico esclareceu que esta «recorre a tratamentos de medicina estética desde que se casou», aos 32 anos, com Felipe VI, como botox e pequenas doses de ácido hialurónico. Contudo, «a genética tem um papel importante no início; a forma e velocidade na hora de envelhecer, no seu caso, estão a favor dela», sublinhou, acrescentando que uma dieta equilibrada, muita água e evitar bebidas alcoólicas e exposição solar são também fulcrais para que Ortiz pareça ter parado o relógio.

Outra questão apontada por Óscar Junco é a prevenção e antecipação. Quanto mais cedo começam estes tratamentos, menos doses ou menos quantidades serão necessárias, «especialmente para conseguir resultados naturais». «Letizia utiliza poucas doses de ácido hialurónico, devido à sua estrutura facial e à naturalidade dos resultados que pretende nas maçãs do rosto», declarou.

Do ácido hialurónico ao botox

Já no que diz respeito ao botox, o cirurgião acredita que a monarca se submete a este tipo de tratamento cerca de três vezes por ano, de quatro em quatro meses. Apesar de o efeito deste procedimento durar exatamente este período de tempo, Junco refere que é aconselhável «esperar até ao sexto mês para a primeira sessão de manutenção».

A prática destes procedimentos estéticos por parte de Letizia não são desconhecidos dos espanhóis. Porém, nem assim lhe poupam as críticas. Recentemente, a população acusou-a de se preocupar apenas «com futilidades», numa altura em que o número de mortes pela covid-19 era tão elevada no país.