Sim, A Própria Kate Moss Foi Rejeitada Por Uma Revista Nos Anos 90

E há uma imagem inédita para o provar. Por: Marisa Azevedo Imagens: © D. R.

Nasceu em Croydon, Londres, e, em 1988, quando tinha 14 anos, foi descoberta por Sarah Doukes, da Storm Models. A partir daí, Kate Moss trabalhou com nomes como Calvin Klein, Burberry e Longchamp e surgiu na capa de um incontável número de revistas, tornando-se num dos rostos mais icónicos do universo da Moda. Mas, o início da sua carreira não pareceu tão digno de um conto de fadas quanto poderíamos imaginar e esta (sim, a própria supermodelo) foi mesmo rejeitada para uma revista de renome na indústria.

A história por detrás da fotografia

Entre as várias campanhas que fotografou, Kate Garner encontrou uma imagem que captara da modelo e que nunca foi publicada. Porquê? Porque, apesar de pedida pela revista americana Esquire, no ano de 1990, a fotografia acabou por ser colocada de lado, uma vez que o título de moda considerou que Moss não tinha o glamour que modelos como Linda Evangelista e Christy Turlington tinham, notou a Glamour UK.

Com o tema «na manhã seguinte à noite anterior», a imagem inédita mostra a supermodelo ao telefone, a meio da preparação para uma saída à noite, com os cabelos presos nos rolos. Esta tinha como objetivo mostrar que a fundadora da Kate Moss Agency estava a deixar, no passado, o seu estilo mais grunge e que começava a entrar numa era mais elegante, frisou a revista.

Ainda que nunca tenha sido publicada na Esquire, como inicialmente planeado, nem assim se perdeu no tempo. Agora, pode vê-la na Zebra One Gallery, uma galeria de arte em Hampstead, no Reino Unido, onde a fotógrafa Kate Garner expôs a mesma.

Veja na galeria, acima, a fotografia inédita a preto e branco de Kate Moss.