Kanye West Acusa Kris Jenner e Kim Kardashian de o Tentarem Prender

As afirmações foram feitas no Twitter, onde também declarou que o filme 'Get Out' era inspirado na sua vida. Por: ELLE Portugal Imagem: © Instagram @kanyewestt_official.

Todos nós sabemos que Kanye West é tudo menos uma personagem consensual. No seu portfólio infindável de momentos polémicos, podemos encontrar coisas como o dia em que subiu ao palco durante os MTV Video Music Awards, em 2009, para dizer que Beyoncé merecia o prémio de melhor vídeo e não Taylor Swift, ou a entrevista que deu, em 2018, ao TMZ, na qual disse que a escravatura lhe «parecia uma escolha». Mas agora um novo acontecimento vem juntar-se a essa longa lista: a série de Tweets que foram publicados nesta segunda-feira, 20 de julho, onde acusa Kim Kardashian e Kris Jenner de o tentarem prender.

Nas publicações (que entretanto já foram apagadas), o rapper que já confessou sofrer de um transtorno bipolar para o qual se recusa a ser medicado, escreveu coisas como:

«Kris, não brinques comigo, tu e esse calmye [Corey Gamble] não têm autorização para estar com os meus filhos»
«Toda a gente sabe que o filme Get Out é sobre mim»
«Eu ponho a minha vida em risco em nome dos meus filhos e garanto que a mãe da North nunca a vai vender a sua Sex Tape»
«Eu ponho a minha vida nas mãos de Deus e garanto que a mãe da North nunca a vai fotografar enquanto ela posa para a Playboy. Estou na quinta… Venham-me buscar»
«A Kim tentou trazer um médico para me prender com um médico»
«A Anna Wintour sempre demonstrou gostar de mim, mas, quando lhe disse que iria para a GAP, ela olhou para mim como se fosse maluco. Depois, ela ligou-me a lamber-me as botas»
«Kris e Kim, liguem-me agora»
«Os filhos de West nunca farão a Playboy»
«Eu amo a minha esposa. A minha família tem que viver ao meu lado»
«A NBC prendeu o Bill Cosby»
«A Kim tentou voar para o Wyoming com um médico para me prender, tal como no filme Get Out, porque ontem comecei a chorar quando falei sobre ter salvo a vida da minha filha»

O discurso de Kanye sobre North West

Para piorar toda a situação, no dia anterior a isto ter acontecido, Kanye West terá afirmado, num dos seus comícios presidenciais, que (tal como referiu num dos seus tweets, em cima), quando Kim estava grávida da sua filha mais velha, ele terá pedido para ela abortar:

«Na Bíblia, diz: “Não matarás”. Lembro-me que a minha namorada me ligou aos gritos e a chorar e eu fiquei a pensar (porque naquela época eu era um rapper, eu estava lá fora, [eu tinha] namoradas diferentes e tudo mais)… e ela disse: “Estou grávida”. E eu disse: “Sim!” E depois disse: “Uh oh” (…) Ela estava a chorar… e por um mês, dois meses, três meses, conversamos sobre ela não ter esse filho. Ela tinha os comprimidos na mão», continuou West. «Estou no apartamento onde minha esposa foi assaltada e tenho o meu computador ligado, onde estão todas as minhas ideias criativas, os meus ténis, a próxima capa do meu álbum… e o ecrã ficou preto e depois branco. E Deus disse: ‘Se tu brincares com a minha visão, eu brinco com a tua’ (…) então liguei à minha esposa e ela disse ‘Vamos ter esta criança’ e eu disse ‘Vamos ter esta criança’».

Mais à frente no seu discurso, ele acrescentou ainda que «mesmo que minha esposa se queira divorciar de mim depois deste discurso, ela trouxe a North ao mundo, mesmo quando eu não queria. Ela teve a capacidade de proteger aquela criança».