Jerónimo Martins Comprometeu-se A Atingir A Igualdade de Género Nas Empresas

O grupo passa a integrar o Target Gender Equality. Por: Inês Aparício Imagem: © GTRESONLINE.

Num mundo ideal, mulheres e homens teriam os mesmos direitos de oportunidades, a nível salarial ou de acesso à educação e informação. E a Jerónimo Martins quer que essa realidade não pareça apenas parte apenas de um sonho. Assim, o grupo detentor do Pingo Doce, Recheio, Hussel e dos cafés Jeronymo decidiu integrar o Target Gender Equality, um programa desenvolvido para os membros do Global Compact, das Nações Unidas, de forma a ajudar as empresas a atingir a igualdade de género a todos os níveis e em todas as áreas.

Apesar de a equidade entre os sexos feminino e masculino fazer já parte dos planos da Jerónimo Martins, esta é, para a empresa, «acima de tudo, um compromisso». «Foi por isso que nos associámos ao ‘Target Gender Equality’ e ao diálogo com outros membros do ‘Global Compact’ das Nações Unidas», esclareceu, em comunicado, Susana Correia de Campos, head of employee relations e responsável pela agenda da diversidade e inclusão do grupo, adicionando que, neste momento, «67% dos cargos de gestão do grupo, aos vários níveis da organização» são desempenhados por mulheres. «O princípio de igualdade e não discriminação está, como não podia deixar de ser, bem definido no Código de Conduta do grupo e reflete-se nas nossas políticas e práticas de recursos humanos», frisou.

Já nas prioridades do grupo

Este objetivo, que é «incorporado de forma natural e adotado internamente nas diferentes fases de um ciclo de vida de um funcionário», já integrava a lista de prioridades da Jerónimo Martins e havia ficado registado no «Plano de Igualdade entre Homens e Mulheres 2020». Nesse documento, ficou estabelecida a criação de um órgão interno, designado de Comité para a Igualdade, de modo a assegurar que a equidade entre sexos é efetivamente colocada em prática, assim como a realização de ações de formação «sobre procedimentos que previnam o enviesamento de género, dirigidas aos responsáveis pela seleção e recrutamento», é sublinhado na nota de imprensa.