Greta Thunberg Lançou Um Podcast Para Continuar A Falar Sobre A Crise Climática

Neste, conta como foram as suas experiências e encontros com líderes mundiais, no ano passado. Por: Inês Aparício Imagem: © GTRESONLINE.

Gritou, nas ruas, por um planeta mais verde; fez discursos perante líderes mundiais, urgindo por medidas concretas em relação às alterações climáticas; escreveu páginas que são também chamadas de atenção para uma realidade preocupante; e, agora, decidiu lançar um programa de rádio/podcast, num seguimento da sua luta pelo clima que já lhe valeu um Prémio Nobel.

Disponível quer no Spotify, quer na Swedish Radio, em inglês e sueco, o programa foi desenvolvido pela ativista durante os últimos meses de confinamento. Neste, Greta aborda alguns dos momentos mais relevantes no seu caminho para um Mundo mais sustentável, desde a greve para se focar na campanha pelo ambiente à presença em cimeiras e, ainda, a atenção que recebeu na sequência disso.

«Passei grande parte da quarentena a escrever um guião para um programa de rádio/podcast. As últimas edições foram feitas esta noite [20 de junho, sábado], por volta das 4 da manhã», avançou a jovem, no Instagram. «Falo sobre algumas das minhas experiências, reflexões e encontros durante o último ano, a importância de ouvir a ciência e, acima de tudo, o porquê de o clima e a crise ecológica não pode ser resolvida com os sistemas atuais», explicou.

Ainda existe esperança

São 75 minutos de chamadas de atenção para a crise climática, críticas aos dirigentes políticos, explicações e factos relacionados com a sustentabilidade, tendo como base as ações que tomou no ano passado. No entanto, ainda que o tom seja essencialmente negativo, o final do primeiro episódio é otimista e esperançoso. «O cenário pode parecer sombrio e sem esperança, mas digo-vos: ainda existe esperança», ouve-se Greta dizer. «Existem sinais de mudança, de tomada de consciência. Pensem no movimento #MeToo, no Black Lives Matter ou na greve climática, por exemplo. Está tudo conectado. Chegamos a um ponto em que não é possível desviar o olhar do que a sociedade tem evitado por tanto tempo. Quer seja igualdade, justiça ou sustentabilidade», concluiu.

Pode ouvir o primeiro episódio, abaixo.