FKA Twigs Apoia Financeiramente Trabalhadores Do Sexo Afetados Pela Covid-19

A cantora britânica já doou aproximadamente €11 mil para a angariação de fundos. Por: Marisa Azevedo Imagens: © Instagram @fkatwigs.

A mais recente iniciativa de ajuda financeira consequente da covid-19 tem o nome da cantora britânica Fka Twigs. Esta começou uma angariação de fundos para ajudar as organizações Swarm, Lysistrata e East London Strippers Collective (ELSC), de modo a conseguirem oferecer apoio a strippers e trabalhadores do sexo. Estes foram alguns dos profissionais que ficaram sem rendimentos devido à pandemia e, por isso, a artista já doou £10 mil (aproximadamente €11 mil) a estas três associações. Até ao momento, a iniciativa já arrecadou £14.447 (cerca de €16 mil), sendo que a meta são £30 mil (aproximadamente €33 mil).

O apoio de Fka Twigs

Num anúncio na sua conta do Instagram, a compositora revelou que, quando era mais nova, foi stripper e, por isso, compreende as dificuldades que esta profissão tem, agravadas agora com a pandemia. «Tinha 19 anos quando aprendi o meu primeiro movimento no varão», começou por escrever. «A minha experiência como uma mulher jovem a viver neste ambiente não só me tornou na mulher forte e formidável que sou, mas também muito do meu trabalho como artista musical e visual», acrescentou a cantora.

Além das dificuldades financeiras, Twigs sublinhou que o caminho não se limita ao apoio monetário, mas inclui também o combate ao estigma em torno desta profissão e na luta pelos direitos destes trabalhadores.

No final, a cantora britânica comunicou que as organizações Swarm, Lysistrata e a ELSC, durante esta semana, vão entrar nas redes sociais de Fka.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

i was 19 when i learnt my first pole move, i learnt a back hook spin from a stripper when i was working as a hostess in a gentleman’s club. for those of you who don’t know, hostessing is when one person pays another person for their time, anything from a conversation over dinner to sex work, and the club gets a cut of the fee. my lived experience as a very young woman in these environments has not only informed the strong and formidable woman that i am today, but also a lot of my work as a music and visual artist – sometimes even subconsciously. i feel like now is the time for me to step forward, pay respect, and shine a light on the challenges facing sex workers, especially during these uncertain times. sex workers I know and have met have discipline, craft, talent and work ethic – not only do they deserve better long-term, but their income has been wiped out by the lockdown and many are invisible to the financial aid available to others. there’s a bigger journey in challenging public attitudes, tackling stigma, and fighting for rights and protections – but today I’m inviting you to join me in helping with cash donations to SWARM, Lysistrata and ELSC. these organisations are providing direct financial support to strippers and sex workers, we’ve kicked off the the fund with £10,000 and you can donate at https://www.gofundme.com/f/sexworkermutualaidfunds this week, SWARM @swarmhive Lysistrata @lysistratamccf and ELSC @ethicalstripper will also be taking over my social media channels.

Uma publicação partilhada por FKA twigs (@fkatwigs) a

We Are the Womxn

No mês de julho, a compositora lançou uma curta-metragem realizada por Ivar Wigan em colaboração com a plataforma WePresent da WeTransfer, intitulada We Are the Womxn. As filmagens ocorreram numa visita ao clube de strip Blue Flame, durante uma viagem a Atlanta, apurou a Dazed. Este vídeo, no qual podemos ver os bastidores dos espetáculos de strip tease, conta com a participação especial da líder espiritual Queen Afua.

Veja, em baixo, a curta-metragem da cantora britânica.