O Passado e Futuro da Prada Convergem Numa Exposição Sobre a Maison Italiana

O Museu do Design, em Londres, recebe a mostra em setembro do próximo ano. Por: Inês Aparício Imagens: © Imaxtree.

Esperemos que tenha a agenda por perto, e uma caneta, para aí anotar a data de uma viagem. O destino? Londres. E a altura? Setembro. É que é nesse mês que, no Museu do Design, será exibido o futuro da Prada, enquanto é analisado o passado desta. «Prada. Front and Back» é o nome da exposição que mostrará o modo como Miuccia, a criadora por trás da maison, transformou um negócio de família numa das marcas de luxo de maior renome na indústria da moda.

A exposição da Prada

«A mostra irá oferecer uma perspetiva nunca antes vista da abordagem criativa da marca, das suas inspirações e colaborações mais notáveis», pode ler-se na apresentação da exposição no site do museu. «De rosto voltado para o futuro, irá explorar a transformação do conceito e experiência na moda pela Prada e a contínua evolução deste empreendimento global. Diferentes secções refletirão a ideia de futuro e passado, convergindo quer no universo da moda, quer na infraestrutura criativa e industrial de que depende», é acrescentado.

Enquanto traça a história da casa italiana, a exibição incluirá algumas das peças mais icónicas, das quais farão parte também carteiras e sapatos. Por isso, sim, existe uma grande probabilidade de encontrar o clássico modelo Galleria.

Ao Evening Standard, o co-diretor da galeria, Deyan Sudjic – que será substituído, em janeiro do próximo ano, por Tim Marlow -, admitiu que tratar da curadoria desta mostra foi um desafio. «Para mim, trabalhar na exposição da Prada foi particularmente desafiante a nível pessoal. Existe tanto para explorar no que diz respeito a esta empresa que nunca quer fazer o óbvio e que é genuinamente uma força cultural», declarou.

Os bilhetes estarão disponíveis a partir da primavera de 2020, mais ainda não foram avançados quaisquer valores. No entanto, os membros do museu têm entrada livre.

Mais moda no museu

Marcando a primeira mostra focada exclusivamente em sapatilhas, o Museu do Design irá receber a «Sneakers Unboxed: Studio to Street Dates». Esta irá, através de três secções (performance, cultura da rua e moda), espelhar a evolução deste tipo de calçado. Da exposição, farão parte uma edição limitada do modelo Nike Air Force 1 e, ainda, o Nike Air Max 97, também conhecido como Jesus Shoes, uma vez que a sola dos ténis tinha água benta do Rio Jordão. Esta terá início no mês de maio.

Reveja o último desfile da marca na galeria, em baixo.