Carolina Deslandes Dará Um Concerto de Apoio Às Vítimas de Violência Doméstica

Os bilhetes revertem na totalidade para a UMAR. Por: Inês Aparício Imagens: © Instagram @carolinadeslandes.

«Esta é a história de muitas mulheres do nosso país. A violência doméstica existe e não é só no telejornal», salienta Carolina Deslandes, na sua conta de Instagram, lembrando as pelo menos 8.394 vítimas do género feminino – o número registado pela APAV e revelado no seu relatório referente a 2019. Agora, a cantora quer dar-lhes voz (a estas e a todas as outras que não constam deste documento), assinalando o Dia Internacional Pela Eliminação da Violência Contras As Mulheres, 25 de novembro, com a apresentação ao vivo do seu novo projeto Mulher. Os bilhetes revertem na totalidade para a UMAR – União de Mulheres Alternativa e Resposta.

É às 20 horas da próxima quinta-feira, no Capitólio, em Lisboa, que a artista irá mostrar pela primeira vez um EP com seis temas originais e uma curta-metragem que procura representar várias gerações de mulheres vítimas de violência doméstica. «Quis fazer uma história que vos falasse sobre violência, misoginia, sobre violência psicológica, sobre sexo, sobre religião, sobre o que é ser uma mulher de sucesso numa sociedade que nos quer calar e diminuir constantemente», esclareceu Deslandes, nas redes sociais.

Com guião, composição, banda sonora e ainda representação da própria artista, o filme é uma estreia da cantora na área do cinema, tendo sido a primeira vez que deu vida a uma personagem à frente do ecrã e escreveu um guião, num trabalho conjunto com o realizador Filipe Correia Santos.

Os bilhetes estavam disponíveis no meoblueticket, com um custo de €5 – que seria doado na íntegra à associação de apoio a vítimas de violência doméstica -, mas, de momento, estão já esgotados. Na mesma noite do concerto, após o evento, as seis novas canções de Mulher irão ficar disponíveis em todas as plataformas.